versão e-book e PDF para impressão: Disponível gratuitamente

Livro-postal: Disponível a venda neste site

 

Esta publicação está participando do edital Traduttore/traditore del mio cuore promovido pelo Clube de Livros e resolvemos que o Selo Urso deveria abraçá-lo. Sendo assim, está em produção o livro virtual para formato de e-reader, com uma formatação simples e prática, e também em formato PDF, que conta com um trabalho gráfico com maior enfoque no visual plástico, incluindo belíssimas ilustrações coloridas.

Mas achamos que um trabalho bonito e valioso como este, merecia uma edição impressa, e trabalhamos em cima do conceito original da antologia e transformamos o livro em cartões. Estes, diferente do e-book, serão posteriormente vendidos, mas ainda assim mantemos o caráter do projeto, mantendo o e-book (e sua versão PDF com resolução para impressão) disponível gratuitamente. Mas se você quiser uma edição exclusiva e criativa, e também incentivar o trabalho da tradutora, adquira seu exemplar conosco (em breve)

Jûsan’nin Isshu é uma seleção de treze poemas da antologia poética Hyakunin Isshu (Cem Poemas por Cem Poetas), organizada pelo poeta e escrivão Fujiwara no Teika (1162-1241), traduzidos neste livro-postal pela graduanda de Letras Japonês e jogadora de karuta, Vladine Barros. Contém poemas feitos pelas conhecidas escritoras Murasaki Shikibu (autora de Genji Monogatari “Narrativas de Genji”) e Sei Shônagon (autora de Makura no Sôshi “O Livro do Travesseiro”).

  poema 3 hisakatano

Nessa proposta, trazemos os poemas em formato de cartão postal, em inspiração à forma original dos poemas, que seriam cartas para ornamentar as paredes do chalé na montanha de Utsunomiya Renjô, que vivia próximo do Monte Ogura em Kyoto; por essa razão essa compilação é conhecida também como Ogura Hyakunin Isshû (“Cem Poemas por Cem poetas de Ogura”), ou ainda Ogura Sansô Shikishi (“Cartões do Chalé do Monte Ogura”). Séculos mais tarde, essa antologia seria a inspiração do famoso jogo de cartas karuta (No período de festas de ano novo, joga-se karuta com o baralho do Hyakunin Isshû em família e também é jogado na modalidade do karuta competitivo), que seria bem difundido a partir do século XV, a qual inclusive pertencem as imagens utilizadas para a ilustração de nosso livro-carta.

A cultura japonesa difundida no ocidente comumente é datada do período Tokugawa (1603-1868) ou Meiji (1867-1912), mas a cultura clássica japonesa, berço e inicio das artes literárias muitas vezes é desconhecida. A antologia do Hyakunin Isshu data do período Heian (794-1192), conhecido pelo florescimento da literatura no Japão, que se destaca com o surgimento da escrita e novos gêneros literários. Além do papel cultural da escrita, fator importante para a origem da literatura desse período, os recursos estilísticos usados nos poemas merecem igual atenção, assim como a influência dos conceitos budistas da época.

O livro

O livro-postal contém 15 postais, no formato 12cm x 9cm em papel tríplex 300g, colorido na frente e preto e branco atrás. Isso tudo dentro de um envelope de papel estampado com dobradura em estilo origami acompanhado também de um folheto com notas sobre cada um dos poemas.

Este projeto foi apoiado com sucesso no Catarse, alcançando mais de 500% além da meta! Agora, temos uma edição limitada de apenas 100 exemplares numerados.

 

A tradutora

As traduções foram feitas pela estudante de Letras Japonês da UFPR, Vladine Barros (também uma das formadoras do grupo de estudos de karuta na UFPR), que desenvolveu um trabalho de tradução de poesia clássica japonesa sob a orientação da Professora doutora Márcia Hitomi Namekata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *